Descubra quais serão as 6 skills essenciais do profissional de Comunicação em 2023

Descubra quais serão as 6 skills essenciais do profissional de Comunicação em 2023

Aprofunde seus conhecimentos profissionais com nossos artigos ricos e gratuitos.

Para falarmos das skills do profissional de Comunicação para 2023, precisamos começar lembrando a importância que ele vem assumindo. Ele agora é visto como líder de desenvolvimento organizacional e agente de mudança, conforme estudo recente da Edelman.

Com esse rápido panorama, já podemos ver que as expectativas em torno do comunicador corporativo só aumentam. Logo, ele precisa se preparar para atender a novas demandas e, acima de tudo, ter uma atuação propositiva.   

Pensando nisso, trazemos neste artigo qual é o novo papel estratégico da Comunicação nas empresas e quais são as habilidades necessárias para os profissionais estarem alinhadas com essa nova realidade. 

Continue lendo para entender!

Quais são os novos desafios da comunicação organizacional 

As áreas tradicionais da comunicação corporativa são diálogo interno e externo. Atualmente, elas passaram a dividir espaço com outras duas: a produção de conteúdo editorial e a relação com investidores. No detalhe, temos o seguinte: 

  • Comunicações externas: levadas a cabo para promover, melhorar e defender a reputação da empresa. As ações dentro dessa especialidade visam cobrir relações públicas, relacionamento com a mídia, comunicações financeiras, comunicações ESG, comunicações de crise e assuntos governamentais e externos. 
  • Comunicações internas: executadas para manter funcionários informados e engajados por meio de uma combinação de canais offline e digital. Visam cobrir comunicados de mudança e iniciativas de motivação e informação sobre operações e objetivos estratégicos.  
  • Conteúdo editorial: produzido por meio da transformação do conhecimento de especialistas de várias equipes em materiais envolventes adequados para serem consumidos por públicos internos e externos, especialmente online.

    De artigos de blog a eBooks, passando por vídeos e podcasts, uma série de materiais são produzidos para diversas finalidades: obter posicionamento online, conduzir decisões de compra, manter a confiabilidade da marca, entre outros. 

[PR] eBook - Marketing de Conteúdo: como explorar a estratégia para repercutir nas mídias digitais?

  • Relações com investidores: estruturadas e executadas para interagir com acionistas, analistas e stakeholders do mercado financeiro. Visam manter esses públicos especializados atualizados sobre o desempenho financeiro da empresa, bem como seu compromisso social, entre outros aspectos que influenciam no valor de mercado da companhia.

Seguindo um planejamento minucioso, são realizados roadshows e produzidos relatórios, além de informes para a imprensa que cobre os temas desse universo.

Dentro dessas frentes, alguns desafios novos começaram a surgir à medida que a opinião pública passou a influenciar mais profundamente nos resultados corporativos. Isso porque com plataformas digitais amplamente disponíveis, stakeholders, influenciadores e líderes de pensamento agora podem interagir com marcas em poucos cliques.

Surgiram, por exemplo, as bolhas de informação, que congregam pessoas com convicções e ímpetos de ativismo em comunidades virtuais, fóruns de discussão e outros espaços online. Elas são desafiadoras, pois geralmente são os locais de nascimento das polêmicas que envolvem as marcas.

Em paralelo, a alta hierarquia das organizações agora espera que a Comunicação contribua para decisões de mercado, inclusive fornecendo análises de dados e insights acionáveis. Além disso, que entregue resultados palpáveis e mensuráveis qualitativa e quantitativamente — o que inclui a demonstração do retorno sobre os investimentos (ROI)

Tudo isso exige dos comunicadores empresariais novas habilidades, como veremos a seguir.  

Quais serão as 6 skills do profissional de comunicação mais valorizadas em 2023 

Veja agora quais são os novas skills do profissional de comunicação, que serão ainda mais valorizados a partir de 2023.

1. Fácil adaptação a novas tecnologias

Os avanços tecnológicos estão moldando o campo das comunicações tanto quanto qualquer outro setor. Por isso, não é mais possível aos profissionais da área terem dificuldades para aderir novas ferramentas.

A partir de 2023, eles devem ter o mínimo de compreensão de recursos de Analytics, Blockchain, Realidade Virtual e demais recursos e Inteligência Artificial, segundo a International Association of Business Communicators

Isso porque deverão colaborar para, entre outras coisas, promover experiências extremamente personalizadas aos mais variados stakeholders.

2. Facilidade para interpretar dados

Logicamente, não significa que os comunicadores tenham que se tornar profissionais de TI. Mais bem, o que eles devem se esforçar para fazer é ter proximidade com técnicos e entusiastas da comunicação para a área.

Para isso, precisam desenvolver o chamado mindset data drivenorientando seus planos e ações por meio de insights obtidos com dados.

Só assim alcançarão a inteligência de dados: capacidade de captar, processar e analisar grandes volumes de informações vindas de fontes internas (sistemas da própria empresa) e externas (bases de dados públicas, redes sociais, repositórios online etc.).

3. Contar histórias com dados

Com essas capacidades devidamente apuradas, conseguiram lidar com a criação de narrativas a partir de estatísticas, relatórios variados, entre outras fontes de dados. Uma demanda cada vez mais latente no mercado, uma vez que é preciso que os materiais de diálogo com o mercado sejam originais e altamente relevantes.

De conteúdos para os canais próprios da empresa a sugestões de pauta para a imprensa, passando por comunicados a investidores, entre outros. Quanto mais pautadas em dados forem as comunicações, mais valor os comunicadores geram. 

PR - Data Storytelling: aprenda a criar relatórios que contam histórias

4. Bons conhecimentos sobre social listening

Neste movimento de união de habilidades analíticas com o uso de ferramentas, outra das skills do profissional de comunicação bastante valorizado é a escuta social. Ela, basicamente, diz respeito a monitorar as menções à marca e também aos temas que a ela interessam nas redes sociais

Ao entender de que maneira clientes, influenciadores e líderes de opinião se referem ao universo de negócio, Comunicação consegue captar oportunidades de diálogo. Pode, a partir disso, produzir conteúdos mais aderentes, se antecipar a dúvidas, prevenir crises de imagem e muito mais.   

5. Antenado em tendências de mídia e opinião

Com a convergência midiática chegando a níveis nunca antes vistos, também é cada vez mais imperativo que os comunicadores consigam monitorar tendências de mídia e opinião. Ou seja, captar como os veículos de comunicação estão tratando determinadas temáticas e, ao mesmo tempo, como a opinião pública as movimenta.

Sempre com base nos pilares estratégicos do negócio, os profissionais da área devem facilmente antever o ir e vir do debate coletivo. Assim, evita-se de serem pegos de surpresa com algum assunto espinhoso para o negócio, mas também criar oportunidades de posicionamento.

Para tanto, torna-se imperativo aos futuros profissionais ter facilidade com o uso de tecnologias de monitoramento. Isso porque o trabalho manual e humano de fazer essa checagem — considerando a totalidade de veículos da imprensa e, ainda, o incontável número de líderes de opinião nas mais diversas redes sociais —, não tem a mesma eficiência que uma solução de inteligência de dados.

6. Capaz de mensurar e demonstrar o retorno financeiro da área 

Conforme já mencionamos, a Comunicação não pode mais defender investimentos ou explicar resultados sem precisão financeira. Logo, mensurar ROI com máxima acuracidade é outra das skills do profissional de educação cruciais para 2023.

A área deverá saber e demonstrar o quanto campanhas, projetos e atividades estão realmente contribuindo para o crescimento da empresa. Isso em termos de dinheiro gerado ou economizado. 

Guia prático do ROI em Comunicação: monitore e mensure a contribuição da área para as estratégias do negócio

Novas skills do profissional de comunicação estão em linha com o que se espera da área nas empresa 

Grandes desafios exigem novas skills do profissional de comunicação nas empresas. Essencialmente, é esperado que ele se torne mais orientado por dados e aberto a entender e aproveitar recursos tecnológicos já disponíveis.

Em outras palavras, deve ter um perfil altamente analítico, capaz de interpretar estatísticas e outros ativos informacionais. Com isso, obtendo insights para contribuir com os negócios de maneira propositiva.

Quer desenvolver essas novas skills do profissional de comunicação? Faça agora mesmo nosso curso gratuito de introdução à comunicação baseada em dados!


Sobre a Cortex

A Cortex é a empresa número 1 em soluções de inteligência para crescimento. Caso queira saber como analisar sua reputação e dos concorrentes em todas as mídias online e offline com monitoramento integrado em tempo real, conheça nossa solução de Comunicação Estratégica e Reputação.

Ou, se preferir, não perca tempo: agende uma conversa com a equipe de especialistas  Cortex e traga sua estratégia de comunicação para a era dos dados.


Artigos Relacionados