O que é Data Storytelling e como contar histórias com dados

Aprofunde seus conhecimentos profissionais com nossos artigos ricos e gratuitos.

Em termos bem simples, Data Storytelling é a prática de traduzir as análises de dados para a linguagem cotidiana, a fim de explicar e contextualizar fatos e orientar ações e decisões.

Até pouco tempo esse método estava associado apenas a cientistas de dados e profissionais de TI, mas com a ascensão da transformação digital chegou a entornos mais amplos. 

Tanto é que, hoje, jornalistas, professores e profissionais de Comunicação Corporativa já o utilizam em seus trabalhos.

Neste artigo, além de um aprofundamento no conceito de Data Storytelling, você vai ver dicas para empregar essa metodologia na estratégia comunicacional do seu negócio.

Acompanhe!

O que é Data Storytelling

Alguns especialistas, como Tom Davenport, do Babson College, enfatizam a importância do Data Storytelling em todas as mídias. 

A narração de histórias por meio dos dados nos permite simplificar e compreender a complexidade do mundo. Fornece contexto, informação e interpretação; o que dá sentido e torna a análise mais relevante e interessante

escreve ele um artigo publicado pela Deloitte

Na prática, estamos falando de um tipo de narrativa que combina análise e visualização de dados (por meio de gráficos, tabelas, mapas animados etc.) com recursos de contação de história.

Mas, atenção: o Data Storytelling vai além da apresentação atrativa dos dados, narrando, por exemplo, a evolução das estatísticas em um período ou contextualizando com metáforas, casos, personagens etc. 

Trata-se, portanto, de uma especialidade altamente criativa que une habilidades de raciocínio lógico com abstração (jogos de linguagem, estética etc.).

Em suma, quem aplica Data Storytelling reúne, processa e analisa os dados para fazer relatos a públicos específicos — transforma-os em informações e sequências descritivas inteligíveis e agradáveis aos receptores.

Por que Data Storytelling vem ganhando importância

Para mais de 60% das pessoas, lembrar uma história é mais fácil e agradável do que simplesmente citar uma estatística, segundo um estudo da Stanford University

Isso já é suficientemente convincente para pensarmos na necessidade de depurar os dados em narrativas contextualizadas. No entanto, tem mais: o grau de atenção das pessoas está cada vez menor diante do mar de informações em que estão mergulhadas diariamente. 

Pense, por exemplo, no fato de uma notícia global disputar espaço com fotos e vídeos de gatinhos fofos na mesma timeline da rede social: o público em geral está perdendo a capacidade de hierarquizar fatos e discernir a realidade

Como consequência, vemos a ascensão das fake news, entre outros problemas relacionados à comunicação em massa.

Logo, inserir dinâmicas narrativas nos relatos estatísticos é também lutar por conseguir a apreensão dos conteúdos, dar ênfase em informações importantes e colaborar com a saúde da opinião pública. 

Para as empresas, além de tudo isso, o Data Storytelling oferece benefícios como:

  • fornecer significado aos dados;
  • transmitir ideias com credibilidade;
  • atrair e reter a atenção das pessoas para informacoes contidas em relatórios, pesquisas etc;
  • garantir o alcance e a memorização dos insights;
  • envolver o público-alvo e alcançar a compreensão de mensagens-chave para, de maneira agradável, gerar conhecimento;
  • entre muitos outros.

Como aplicar Data Storytelling na estratégia de Comunicação 

Confira, a seguir, três passos básicos para combinar dados com Storytelling!

1. Obtenha os dados

Conte com soluções tecnológicas que ajudem a captar, ordenar e analisar grandes volumes de dados. Além disso, amplie suas capacidades analíticas a ponto de alcançar a inteligência de dados

O Cortex PR é um exemplo de plataforma que responde aos desafios dos profissionais de Comunicação e Relações Públicas em relação aos dados. 

2. Encontre a história contida neles

Tenha em mente que normalmente é encontrado nos dados valores discrepantes interessantes, tendências inesperadas e até evidências que refutam crenças equivocadas. 

Por isso, faça perguntas e busque insights nos dados.

3. Estruture narrativas cativantes

Transforme as inferências obtidas nos dados em histórias que forneçam valor — para ensinar, elucidar dúvidas, ampliar perspectivas ou inspirar ações e decisões.

4. Apresente as histórias de maneira agradável

Vá além do texto, fazendo uso do vídeo e do áudio (há uma crescente ascensão do podcast neste momento no Brasil). 

Dessa forma, além do conteúdo em si, a “embalagem” das narrativas vai potencializar o alcance das mensagens da marca embutidas nas suas histórias.  

[PR] eBook - Sugestão de Pauta na era dos dados: como guiar jornalistas com práticas digitais

Resumindo

Os dados que as empresas produzem, captam e compartilham são uma verdadeira mina de ouro para profissionais de Comunicação, Marketing e Relações Públicas. 

Com eles, é possível estruturar campanhas de comunicação que diferenciam a marca da concorrência, entregam conhecimento aos stakeholders e até aumentam o valor do negócio. 

É por isso que adotar o Data Storytelling é tão importante hoje em dia.  

Da produção de conteúdo para os canais próprios do negócio à formatação de sugestões de pauta para a imprensa, passando pelo atendimento aos clientes, o Data Storytelling bem aplicado tem o potencial de alavancar os resultados da sua estratégia de Comunicação! 


Sobre a Cortex

A Cortex é a empresa número 1 em soluções de inteligência para crescimento. Caso queira saber como analisar sua reputação e dos concorrentes em todas as mídias online e offline com monitoramento integrado em tempo real, conheça a Cortex PR.

Ou, se preferir, não perca tempo: agende uma conversa com a equipe de especialistas Cortex e traga sua estratégia de comunicação para a era dos dados.


Cadastre-se para receber nossos conteúdos do blog