Entenda o que é mix de marketing e a relevância dos 4Ps na era digital

Aprofunde seus conhecimentos profissionais com nossos artigos ricos e gratuitos.

O mix de marketing é um tema popular até para aqueles que não são profissionais da área. Afinal, desde a sua criação na década de 60, a definição dos 4Ps (produto, preço, praça e promoção) ainda é um pilar de qualquer comunicação estratégica nos dias de hoje.

De lá para cá, muita coisa mudou. Isso porque o público tornou-se mais diverso e heterogêneo, os espaços digitais ganharam maior protagonismo e as tendências de mercado adquiriram uma volatilidade nunca antes vista.

Apesar disso, os 4Ps continuam sendo de suma importância e ainda receberam o suporte dos dados para se aprimorar em eficácia e assertividade. Por exemplo, 92% das agências já investem mais tempo e orçamento em inteligência e automação, segundo o Hubspot.

Por isso, te convidamos a entender melhor o que é mix de marketing e como o data science está impulsionando essa estratégia nos dias de hoje. Confira o texto até o fim!

O que é mix de marketing?

O mix de marketing (4Ps) tem como função primordial oferecer ao gestor uma visão holística e coordenada da estratégia de divulgação e comercialização do produto. Isso acontece a partir da divisão do planejamento em quatro eixos básicos:

  • Produto: isso é, aquilo que será vendido;
  • Praça: onde será exposto;
  • Preço: o valor financeiro que será cobrado;
  • Promoção: como será feita a divulgação.

Apesar de sua criação datar do ano de 1960, após o lançamento do livro Basic Marketing: a general approach, de Jerome Mccarthy, foi só Philip Kotler, em 1967, com o livro Marketing Management, que deu visibilidade e popularidade a esse conceito.

Ele é tão importante que sua assimilação envolve diversos setores da pirâmide organizacional, como Vendas, Logística, Financeiro, Produção, Tecnologia da Informação, entre outros. 

Cada uma dessas áreas deve entender o que é mix de marketing para agir coordenadamente e suprir as demandas impostas por cada um dos 4Ps. 

O setor comercial, por exemplo, precisa estar bem alinhado com o logístico e a produção na hora passar detalhes do produto e formas de aquisição para um cliente. Dessa forma, não há risco de oferecer promessas que não podem ser cumpridas ou passar informações erradas.

Como funciona o mix de marketing? Veja exemplos de utilização dos 4Ps!

Produto

O primeiro P do mix de marketing diz respeito à solução que a empresa deseja oferecer ao seu público-alvo. Philip Kotler classificou os tipos de produtos da seguinte forma.

  • Central ou básico: qual a função básica dessa solução para solucionar as dores dos clientes?
  • Real: é relativo às qualidades específicas que um produto possui, como diferenciais de marca e benefícios exclusivos, como embalagem e design.
  • Ampliado ou aumentado: derivam das qualidades únicas e totalmente diferenciadas que um produto oferece, que vão bem além das funções de produto básico ou real. Geralmente é direcionado para aqueles que aceitam pagar um valor mais bem mais alto.

Em resumo, Kotler aponta o papel do plano de marketing em desenvolver e saber divulgar todos os benefícios que seu produto pode levar ao público, desde os atributos funcionais até as qualidades psicológicas, como o status da marca, etc.

Preço 

A precificação é um tema de suma importância para o mix de marketing, pois envolve uma coordenação com o setor financeiro, logístico e produtivo da empresa. 

São inúmeras as variáveis que determinam qual preço e condições serão utilizadas e apresentadas para atrair prospects, por exemplo:

  • a política de descontos;
  • a formação da tabela de preços;
  • diferenças regionais;
  • condições de pagamento, assim como outros fatores.

Além das várias questões de logísticas e de custo de produção, a precificação também não pode esquecer de levar em conta fatores psicológicos ou diferenciais de atendimento. Esses dois termos, por exemplo, são fundamentais para gerar valor ao produto que será entregue ao cliente.

Praça

Como terceiro elemento do mix de marketing, temos o P de praça, que diz respeito aos espaços de distribuição e exposição do produto ao seu mercado consumidor. 

Os canais de vendas podem ser tanto virtuais, por exemplo, redes sociais ou sites de e-commerce, como físicos, que vão desde as lojas próprias até feiras e supermercados. 

Ter essa definição já no planejamento estratégico é fundamental porque ajuda a avaliar gastos, situação logística e fluxo de estoque. 

 Promoção

O P de promoção, ao contrário do que muitos pensam, não diz respeito a descontos e liquidações. Ele consiste, na verdade, em quais ações e estratégias de comunicação de mix de marketing vão promover, informar e persuadir o público-alvo a comprar o produto/serviço. 

Em resumo, aqui é definido o branding e o modelo de comunicação da empresa com o seu público-alvo (ou buyer persona): desde as relações públicas até a marketing digital para prospecção e fidelização de clientes.

[eBook] Posicionamento da Marca e Big Data: descubra como aliar dados à sua estratégia

A inteligência de dados e o mix de marketing

Investir em inteligência de marketing é fundamental para o planejamento dos 4Ps. Afinal, ela é capaz de coletar informações valiosas sobre o perfil de consumo e padrão de comportamento do seu público-alvo, estratégia de concorrentes e tendências de mercado.

Por exemplo, é possível monitorar:

  • quais os principais canais de vendas usados pelo seus consumidores (praça);
  • avaliar os valores cobrados pela concorrência para definir o seu (preço);
  • definir quais as características do consumidor que melhor dão match com sua solução (produto);
  • e, por fim, mirar as dores dos seus clientes para promover e divulgar sua marca (promoção.

Portanto, para te ajudar na montagem de sua estratégia de comunicação, há ferramentas de automação inteligente extremamente sofisticadas e eficientes. Descubra qual melhor se adequa às características do seu negócio e impulsione o mix marketing de sua empresa.


Sobre a Cortex

A Cortex é a empresa número 1 em soluções de inteligência para crescimento. Caso queira saber como analisar sua reputação e dos concorrentes em todas as mídias online e offline com monitoramento integrado em tempo real, conheça a Cortex PR.Ou, se preferir, não perca tempo: agende uma conversa com a equipe de especialistas Cortex e traga sua estratégia de comunicação para a era dos dados.


Cadastre-se para receber nossos conteúdos do blog