Análise de cesta de compras: o poder dos dados para o varejo

Aprofunde seus conhecimentos profissionais com nossos artigos ricos e gratuitos.

Entenda como a análise de cesta de compras ajuda equipes de marketing e vendas do varejo a traçar estratégias efetivas!

A inteligência de dados atualmente é essencial para os negócios identificarem oportunidades de crescimento, riscos, ameaças e prever resultados e tendências do mercado.

Isso quer dizer que as empresas que não aproveitarem esse movimento para se tornar mais analíticas e extrair insights, correm o risco de ficar para trás em relação à concorrência.

No mercado de varejo e bens de consumo, algumas técnicas e estudos são fundamentais para entender o comportamento do consumidor e entregar uma experiência melhor de compra. Especialmente com o crescimento constante do e-commerce e cada vez mais pessoas consumindo produtos online, essa tarefa tende a ganhar relevância no dia a dia dos negócios.

Vamos então conhecer algumas análises importantes para os times de Inteligência, Marketing e Vendas no setor de varejo? Confira a seguir!

Análise de cesta de compras: o que é e qual é a sua importância?

Essa é uma técnica de inteligência, que também é conhecida como market basket analysis que utilizada para fazer previsões de compra dos consumidores, com dados que apontam informações como:

  • as preferências dos clientes;
  • os produtos mais consumidos;
  • itens relacionados ao histórico de consumo, com grande propensão de compra.

Esta análise é muito eficiente para e-commerces, mas também para os pontos de venda físicos (PDV). Isso porque ela facilita a visão estratégica para priorizar ações e aumentar o tráfego dos PDVs e, consequentemente, as vendas.

Quais equipes da empresa podem se beneficiar com a análise de cesta de compras?

A análise de cesta de compras pode ser de grande valia para times de Marketing criarem recomendações de produtos mais adequadas ao perfil de consumo. Enquanto isso, departamentos de Vendas podem extrair essas informações e usá-las em prospecções futuras.

Para o cliente, a experiência de compra tende a ser melhor, tendo em vista a personalização das ofertas de produtos relevantes aos seus hábitos e necessidades. O resultado disso é a prestação de serviços mais eficientes e que fortalecem o relacionamento com a marca. 

Como a mágica da análise dos dados acontece?

A inteligência de dados para o setor de varejo é realizada a partir do cruzamento de dados de vendas realizadas. Com essas informações é possível criar um histórico para identificar pontos em comum entre as compras e fazer uma análise de comportamento.

Aqui vão dois exemplos de como isso funciona na prática:

1. No e-commerce

Imagine um cliente que buscou por notebooks em uma loja online e, após selecionar o modelo, procurou também por mouse e headphones e adicionou esses itens ao carrinho de compras. Será que não é possível facilitar essa experiência ao recomendar esses produtos que estão associados à sua compra?

2. No varejo digital

Pense em um consumidor que compra no PDV produtos como arroz e temperos. Ao entender que o padrão das pessoas que compram arroz é levar também alho ou temperos prontos, é possível organizar a disposição dessas mercadorias em gôndolas no mesmo corredor da loja, facilitando para que o cliente os encontre e realize a compra.

Sabe o que isso quer dizer? Que com as informações abaixo é possível construir análises e identificar os pontos comuns para gerar insights acerca do comportamento dos clientes:

  • transações de compra;
  • pontos de venda;
  • dia e mês da compra; 
  • quantidade de produtos adquiridos; 
  • promoções;
  • forma de pagamento;
  • informações relacionadas a loja, como clube de descontos, cartão e aplicativos.

A tecnologia como aliada na hora de criar análises de cestas de compras

Existem diversas ferramentas que automatizam a captação dos dados que você viu acima, sabia? No entanto, poucas conseguem, em uma só visão, coletar, enriquecer e cruzar dados das mais diversas origens para obter informações que serão interpretadas pelos profissionais de Inteligência.

Isso mostra que a tecnologia, quando bem utilizada, é uma importante aliada para identificar padrões, especialmente quando a análise não é tão óbvia. Um marketplace, que tem oferecido diversos tipos de produtos em diferentes lojas, por exemplo, precisa de soluções que utilizam inteligência artificial e diversas fontes de dados para fazer combinações e previsões de comportamento de consumo.

Conheça o Cortex Sales Intelligence B2B para o setor de varejo e bens de consumo

Além da captação e do cruzamento de dados, é preciso também considerar variáveis para identificar fatores externos que possam impactar o potencial de consumo dos clientes e, consequentemente, as vendas.

Então, além da equipe de profissionais especializados em inteligência e negócios, é preciso contar também com tecnologias que consigam harmonizar dados internos e externos para que sejam interpretados posteriormente.

Resumindo…

A análise da cesta de compras na era dos dados é uma verdadeira combinação de expertise humana com tecnologia. Nesse sentido, é importante ressaltar que cada segmento dentro do setor de varejo e bens de consumo, assim como seu tipo de PDV, terão análises de dados bem distintas, pois o comportamento do consumidor vai variar de acordo com os produtos e serviços ofertados.

Além disso, cada gestor também tem as suas prioridades e estratégias de vendas estabelecidas, ou seja, as análises devem ser criadas e executadas de acordo com esses objetivos.

Então, se você é um profissional do setor de varejo e bens de consumo, utilize a análise de cesta de compras para ser mais assertivo em seu trabalho e conquistar melhores resultados de vendas!


Sobre a Cortex

A Cortex é a empresa número 1 em soluções de inteligência para crescimento. Caso queira saber como prospectar clientes com inteligência de dados, conheça a plataforma de B2B Sales Intelligence.

Ou, se tiver urgência, não perca tempo: agende uma conversa com a equipe de especialistas Cortex e descubra como economizar centenas de horas dos times de inteligência.


Cadastre-se para receber nossos conteúdos do blog