7 tendências de comunicação para 2021

Aprofunde seus conhecimentos profissionais com nossos artigos ricos e gratuitos.

Tempo de leitura: 7 min

Você vai ler sobre:

  • As principais tendências de comunicação para 2021;
  • Quais as principais vantagens e características de cada uma;
  • Como aplicá-las na rotina do seu departamento de RP.

O ano de 2020 foi um dos mais atípicos pelo qual já passamos, marcado por diversas transformações, certo? Portanto, não é surpresa que a área da comunicação corporativa também tenha sofrido mudanças importantes em diversos aspectos. 

Por isso, esperamos que 2021 também seja um ano repleto de novidades, embora talvez um pouco menos desafiadoras. Afinal, já aprendemos lições importantes em 2020.

Ainda assim, depois de passar por cortes de orçamento, como indicado no Anuário da Comunicação Corporativa 2020, as áreas de comunicação precisaram pensar em soluções mais assertivas.

Por conta desse cenário, as tendências de comunicação para 2021 devem ser vistas como uma oportunidade de alinhar as estratégias ao budget.

Então, quer descobrir que tendências são essas? Siga lendo e confira o que vem por aí!

1- Vídeos curtos 

A quarentena impulsionada pela pandemia da Covid-19 fez com que surgisse uma nova demanda por audiovisual. Embora esse tipo de conteúdo já venha crescendo há alguns anos, em 2020, com a chegada do TikTok, atingiu outro patamar. 

As estatísticas não mentem. O aplicativo chinês está presente em 154 países. Em 135 deles, a plataforma de criação de vídeos está entre os 25 programas para celular mais baixados.

Por isso, tomando o TikTok como exemplo, percebe-se que uma das maiores tendências de comunicação para 2021 serão os vídeos curtos.

Repare, por exemplo, nesta estratégia adotada pelo Instagram. Para concorrer com o TikTok, a rede social habilitou o Reels e reuniu esforços para diminuir o alcance das postagens do concorrente. Como? Aumentando a entrega do conteúdo produzido na nova modalidade.

O YouTube também embarcou nessa tendência, criando os Shorts. Ou seja, uma funcionalidade para vídeos de até 15 segundos que são produzidos e consumidos em smartphones.

Portanto, se a sua empresa deseja se manter atualizada, começar a gravar vídeos curtos nessas plataformas é uma boa opção.

Como tem funcionado

Algumas grandes corporações já se adaptaram à nova realidade, a exemplo da Nestlé, que  realizou um processo seletivo dentro do TikTok. 

Outra companhia foi a Disney. Ela adotou o aplicativo para a divulgação do live-action de “Aladdin”. A estratégia da gigante americana consistiu em contratar influenciadores para comentarem sobre o tema.

Levando esses exemplos em conta, uma boa opção para as empresas é trabalhar com produtores de conteúdo. Assim, eles podem criar vídeos educativos e interativos sobre assuntos que interessem o público-alvo da sua marca.

Tendências de comunicação para 2021 - E-book sobre influenciadores

2- Eventos virtuais e transmissões ao vivo

O ano de 2020 foi marcado, inegavelmente, pelas lives. O principal motivo foi as restrições de distanciamento social, que fizeram com que todos os eventos tivessem que ser repensados para o modelo virtual. 

Assim, essa deve ser uma das tendências de comunicação que vai seguir firme em 2021. Em primeiro lugar, porque a sociedade já se acostumou. Outro fator importante foi o reconhecimento do quanto isso pode ser prático e econômico para as organizações.

A chefe de marketing de produto global da IBM Watson Media, Stacy Nawrocki, levantou uma questão importante. Segundo ela, “a tecnologia de streaming de vídeo não apenas permite que as empresas alcancem públicos mais amplos, mas também os encontra onde estão, em várias plataformas e dispositivos”.

Temos que concordar com ela nesse quesito. Afinal, na Cortex, já promovemos alguns encontros virtuais bem produtivos.

Além disso, os benchmarks da Explori revelaram que o sentimento dos participantes em relação a eventos online e webinar é positivo. Embora a mesma pesquisa indique também que as empresas prefeririam o modelo tradicional, a opção virtual ainda tem potencial a ser explorado.

Desse modo, ao que tudo indica, as transmissões online não devem substituir permanentemente os eventos presenciais.

No entanto, a adaptação positiva do público a respeito dessa novidade é um importante sinal para as empresas. Afinal, nada impede que aconteça uma coexistência entre o modelo presencial e virtual.

3- Pesquisas visuais e por voz 

Você sabia que o uso de assistentes virtuais cresceu 47% com a pandemia? É o que diz um levantamento da Ilumeo.

Entre as opções disponíveis no mercado, a que mais fez sucesso — e tende a continuar nessa crescente — é a Alexa, da companhia norte-americana Amazon.

Desse modo, em 2021, a previsão é que 68,2% dos usuários de alto-falantes inteligentes optem pelo modelo da empresa de varejo dos Estados Unidos, segundo um relatório da eMarketer.

Os números mostram que a pesquisa por voz ganhou um lugar estratégico nas tendências de comunicação para 2021. 

Além disso, a modalidade visual também não fica para trás. Em 2017, foi lançado o Google Lens para aprimorar a busca por imagens no buscador. A plataforma permite que o usuário consiga pesquisar o que quiser através de imagens. 

Quer um exemplo?

Imagine que você está procurando um móvel novo para a sua casa, mas não quer perder tempo digitando todas as informações do produto.

Com a Google Lens, é só tirar uma foto do modelo e enviar. Outra possível situação é a tradução de um rótulo ou placa: basta mandar o que você precisa ler que a imagem se transforma em texto.

Além disso, em 2018, um estudo da Kissmetrics mostrou que 93% dos consumidores consideram os recursos visuais como fatores decisivos em uma decisão de compra.

Quase três anos depois, essa tendência ganhou ainda mais força e desponta como uma grande aposta para 2021.

Mas por que é relevante para sua empresa investir nessa tendência de comunicação para 2021? Veja alguns dos possíveis resultados esperados:

Ademais, temos outra previsão: as empresas que adaptarem seus sites para oferecer busca visual e por voz terão um aumento de até 30% nas receitas do comércio digital em 2021. Esse resultado foi revelado pela pesquisa global do Gartner.

4- Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA) pode incorporar alguns aspectos das tendências anteriores.

É o que podemos observar no caso dos eventos virtuais. Nessa situação, a IA ajuda, por exemplo, com a aplicação de chatbots e legendas ocultas — geradas automaticamente pelo reconhecimento da voz.

Ou seja, isso enriquece a experiência, gera engajamento e coleta dados úteis para o negócio e para as estratégias de comunicação e RP.

Já no campo da pesquisa por voz e imagens, a Inteligência Artificial é usada no processo e é considerada um dos principais fatores de sucesso desses dispositivos.

No entanto, a Inteligência Artificial não deve ser considerada uma das tendências de comunicação para 2021 só por esses dois fatores.

Da mesma forma, a extração de dados de documentos através de IA despontará em 2021, de acordo com a Forrester.

O lançamento de uma nova plataforma do Google, na nuvem e voltada para esse propósito, chamada Document AI, comprova essa tendência. A ferramenta utiliza a IA para a leitura de documentos digitais.

Na prática, ela transforma o conteúdo dos arquivos em uma rede de dados que pode, futuramente, agilizar demandas internas nas empresas. Portanto, é uma oportunidade para melhoria de processos nas organizações.

Exemplo prático:

Além disso, é importante ressaltar que a Inteligência Artificial não deve ser vista apenas como um tipo de comunicação fria e distante.

Isso porque, quando é feita de forma inteligente e eficaz, a IA vem para ajudar as empresas, oferecendo um atendimento mais prático.

Usemos como exemplo a Gol. A companhia aérea já tinha lançado a Gal, um robô para auxiliar os passageiros com o embarque em 2019. Contudo, neste ano, a solução foi usada de modo diferente.

Com o adiamento das viagens por conta da Covid-19, a companhia aérea usou a IA para enfrentar o desafio de remanejar a ocupação das aeronaves.

Desse modo, eles conseguiram não só manter 80% das poltronas ocupadas durante a crise como tiveram 90% de aumento no autoatendimento para check-ins.

Essa maior familiaridade do público com a tecnologia já é um indicativo que a IA tende a ser mais aceita nos próximos anos.

Ainda segundo a Forrester, a previsão é que, até 2021, mais de um terço das empresas vão usar alguma tecnologia desse tipo. Por esse motivo, aquelas que não investirem em inteligência artificial correm o risco de ficar para trás.

5- Humanização

A pandemia teve um papel determinante na necessidade de humanização das ações e da comunicação corporativa em 2020. Sabe por quê?

As pessoas começaram a valorizar ainda mais o sentimento de acolhimento e identificação em relação às empresas das quais consomem conteúdo, produtos ou serviços. 

Dado que corrobora essa afirmação é este: 61% dos clientes afirmam que receber um atendimento personalizado, seja por e-mail, chat ou mídias sociais é importante para eles. O levantamento é da Retail Dive.

Contudo, a boa notícia é que as organizações já entenderam essa necessidade. É o que indica o estudo Cenário dos SACs no Brasil, da CIP:

  • 63% das marcas acreditam no aprimoramento da experiência do cliente; 
  • 57% consideram que um dos principais desafios do setor é elevar a satisfação do público.

Como atingir esse objetivo?

Uma forma de melhorar o atendimento ao cliente é investir em uma estratégia omnichannel. Ou seja, desenvolver um posicionamento consistente em diversos canais de comunicação, de forma integrada.

Saiba mais: A comunicação moderna e o universo omnichannel

Além disso, parte do processo de humanização é saber transmitir a essência da empresa. Isso pode ser feito de algumas formas. Algumas delas são:

  • Storytelling: é a habilidade de contar, desenvolver e adaptar histórias para transmitir uma mensagem que gere uma conexão emocional com o receptor. Ou seja, no campo da comunicação corporativa, vale usá-la para retratar a história da empresa, a jornada de produção e entrega de algum produto, entre outros;
  • Engajamento do público: é a hora de instigar a sua audiência! Por isso, manter uma interação diária é imprescindível. Também vale convidar os seguidores para falar da experiência que tiveram com a marca. Que tal?
  • Alinhe os valores da empresa: a humanização deve vir de dentro para fora. Por esse motivo, não basta se mostrar dessa forma apenas para os clientes. Toda a equipe deve ser incluída nessa abordagem.

Além disso, das tendências de comunicação para 2021, essa pode contribuir bastante para a reputação corporativa. Isso porque as pessoas se sentirão valorizadas e ouvidas. Em consequência, tendem a criar laços mais fortes com a empresa. Já pensou nisso?

6- UX

Reafirmando o desejo do consumidor de ser compreendido e valorizado, a UX ganha força como uma das tendências de comunicação para 2021.

O motivo para isso é que a User Experience existe para entender como é a experiência do usuário com um produto durante a sua jornada. Assim, consegue torná-la mais proveitosa.

Outro efeito da UX é que ela acaba permitindo que a comunicação e o marketing sejam cada vez mais interativos, além de o público participar ativamente das propostas da empresa.

Grandes marcas como Nubank, Google e Localiza já apostam na UX. A locadora de carros já conseguiu um crescimento trimestral de 30% com a técnica.

As principais formas de embarcar nessa tendência são através da pesquisa, design dos sites e do conteúdo produzido. Vamos desvendá-las?

UX Research

É o coração da UX e uma estratégia focada em pesquisa. Ela é usada para investigar a experiência do consumidor de um determinado produto. Dessa maneira, contribui para o aumento da capacidade de geração de insights. Junto a isso, a empresa desenvolve estratégias e soluções mais assertivas.  

Essa é uma forma de coletar insumos para melhorar a experiência do usuário no seu portal ou aplicativo.

Além disso, também é possível usar as informações geradas pela segmentação de leads e cruzar com outras fontes de pesquisas que envolvam as interações humanas.

UX Design

O objetivo dessa vertente é materializar a facilidade e a acessibilidade de um produto no site da empresa. Sendo assim, realizar o mapa de calor do portal pode ajudar no desenvolvimento de uma navegação mais fluida, por exemplo.

UX Writing

Essa vertente conversa com a anterior, porque tanto os elementos gráficos, como a navegação no site precisam estar de acordo com os textos do produto. Apenas assim o usuário consegue utilizá-lo com fluidez.

Por isso, a empresa deve utilizar as pesquisas de UX para criar um padrão de conteúdo sobre o que quer vender.

Afinal, é pelo discurso que o consumidor se identifica com a marca e absorve seus valores culturais. O texto deve ser claro, objetivo e ter personalidade, transmitindo o DNA da marca.

7- Inbound PR

Mais de 80% dos clientes já tomaram uma decisão de compra antes mesmo de conversar com as marcas. É o que revelou o ZMOT (Zero Moment Of Truth), estudo do Google que trata do comportamento dos consumidores.

Isso significa que o cliente já buscou por conta própria todas as informações que julga relevantes para decidir se comprar algo ou não.

Logo, tal resultado comprova que repensar a maneira de se trabalhar as relações públicas é necessário para adaptar a sua empresa a essa nova realidade.

Por isso, o Inbound PR veio para unir as necessidades do mercado de RP às vantagens do Inbound Marketing.

Essa técnica atual permite que os conteúdos divulgados pela área de comunicação estejam alinhados às necessidades do público-alvo, atraindo o potencial cliente para a marca.

Então, o que muda com o Inbound PR?

Quer entender, de forma prática, essa mudança? O Inbound PR: 

  • Visa a construção de marca e o aumento do tráfego;
  • Utiliza palavras-chave no conteúdo para atrair uma audiência qualificada;
  • Recorre ao link building para aumentar as chances de inserção de backlink nas matérias.

Podemos usar como exemplo o press release. Dentro dessa nova realidade, também são levadas em conta:

  • Mensagem institucional;
  • Persona da marca;
  • Técnicas de SEO.

Sabe por quê? Quando o profissional de RP usa as palavras-chave corretas nesses conteúdos, ajuda a atrair leitores qualificados através de um bom rankeamento nos sites de busca.

Por fim, podemos entender que essa tendência trata-se de uma conexão entre os objetivos de negócio com RP, marketing, tecnologia e vendas. Porém não é só isso!

Uso de dados para o Inbound PR

O uso de dados é uma parte importantíssima dessa técnica, que é uma das fortes tendências de comunicação para 2021. Isso acontece porque o Big Data oferece ferramentas que revelam o comportamento do seu público.

Portanto, essas informações devem ser usadas para trabalhar os conteúdos da empresa com o foco certo, adotando os canais mais adequados.

Em resumo, o Inbound PR enxerga as mídias de forma sincronizada, o que garante à empresa:

  • Mais visibilidade;
  • Maior repercussão de cada ação desenvolvida;
  • Fortalecimento do relacionamento com os consumidores;
  • Aumento nas vendas;
  • Construção de uma reputação mais sólida.
Tendências de comunicação para 2021 - Índice sobre Inbound PR

Resumindo

A maioria das tendências de comunicação para 2021 pode não ser surpresa para departamentos de RP já inseridos na era dos dados e das tecnologias.

Porém, com toda a certeza, algumas ações e estratégias ganharam uma nova perspectiva depois da pandemia.

Afinal, os consumidores adquiriram novas necessidades e passaram a valorizar mais aspectos que antes não eram tão priorizados. 

Por isso, a principal lição que as empresas podem levar para adaptar a comunicação para o ano que se inicia são:

  • Humanizar o atendimento e o conteúdo;
  • Facilitar e aprimorar a experiência do usuário;
  • Ter uma sinergia entre o que a empresa quer dizer e o que seu público deseja saber.

Sobre a Cortex

A Cortex é a empresa número 1 em soluções de inteligência para crescimento. Caso queira saber como analisar sua reputação e dos concorrentes em todas as mídias online e offline com monitoramento integrado em tempo real, conheça o Cortex PR.

Ou, se preferir, não perca tempo: agende uma conversa com a equipe de especialistas Cortex e traga sua estratégia de comunicação para a era dos dados.


Cadastre-se para receber nossos conteúdos do blog